Nossa História

No dia 14 de julho de 2004, uma quarta feira, a Santa Casa de Avaré comemorou seu PRIMEIRO CENTENÁRIO ocorrido no dia 03 do mesmo mês. Desde sua, fundação ela vem servindo, de modo profícuo, não só os moradores de nossa cidade como os de cidades vizinhas. Vejamos como sucedeu a fundação da benemérita sociedade. A pequena cidade de Avaré, naquela época, em pujante progresso, não tinha um Hospital ou Pronto Socorro para atender doentes ou acidentados. A idéia de se fundar uma Santa Casa de Misericórdia brotou e começou a evoluir após a publicação num dos jornais periódicos locais de um artigo da lavra de um jornalista da capital de passagem por esta cidade, senhor Gil de Oliveira sugerindo a construção de um hospital que servisse não só àqueles que pudessem pagar, mas também aos necessitados.

A idéia caiu como uma bomba, pois, toda população necessitava de um local onde os doentes pudessem ser atendidos com atenção, carinho e solicitude. Já existia uma Sociedade denominada de "Casa Pia de São Vicente de Paulo", fundada em 1897 por um grupo de cidadãos beneméritos, liderados por Manoel Mareeiino de Souza Franco, o prestativo Maneco Dionísio, o homem culto e trabalhador em prol do progresso de Avaré. Para a concretização da idéia bastava apenas transformar a Casa Pia em Hospital. E foi justamente isso que fizeram. O historiador Jango Pires diz em seu livro "Um Pouco da História de Avaré" que a Santa Casa foi fundada numa reunião realizada no dia 3 de julho de 1904 na residência do Coronel Benedito Martins Brizola, tio da professora Maria José Brizola, com a presença de iminentes cidadãos, tais como o Comendador Antonio Augusto Mendes Borges, Coronel João Baptista da Cruz, na época o homem forte da política local e avô do ex-vice prefeito Helio Pimentel; do Coronel Atila de Almeida Ramos e do Sr.Antonio Gomes de Oliveira. Nessa mesma reunião onde se concretizou a idéia da fundação da Santa Casa, para agilizarem esse movimento benemérito, formaram a primeira diretoria que ficou assim constituída:

PRESIDENTE: Comendador Mendes Borges _ SECRETÁRIO- Antonio Gomes Amorim _ TESOUREIRO- Coronel Benedito Martins Brizola. Os historiadores, tanto Jango Pires como José Pires Carvalho contam em suas obras que essa instituição funcionou a princípio na Rua Domiciano Santana n°. 47. O PRIMEIRO DIRETOR CLÍNICO nomeado foi o Dr. Francisco Simões da Costa Torres. Iniciados os trabalhos hospitalares, verificou-se que as instalações que estavam sendo usadas eram muito rudimentares, muito acanhadas, mal dando para se praticar um trabalho eficiente, produtivo.

Carecia, para perfeito funcionamento, que se construísse um prédio com acomodações amplas e arejadas. Novas reuniões foram convocadas e numa delas chegou-se a conclusão de que não seria fácil conseguirem dinheiro para a compra do terreno, do material e mão de obra...

Foi então que os senhores MANOEL AMÂNCIO DE OLIVEIRA MACHADO e BENEDITO MARTINS BRIZOLA resolveram doar o terreno para tal finalidade. O Comendador BORGES seguindo o exemplo de seus companheiros, imediatamente prometeu e depois, realmente o fez, a doação de u'a mesa para cirurgias. O coronel EDMUNDO THRENCH não ficando atrás, comprometeu-se a fornecer durante um ano todo a carne que fosse consumida no hospital.

Iniciada a construção em setembro de 1907, ficou pronta em 1909 e foi inaugurada com grandes festividades, rojões e dobrados executados pela banda musical do maestro Itagíba. Desde então muitas vidas foram salvas naquela casa por onde passaram bons médicos, bons enfermeiros, bons funcionários e bons provedores como o comendador Mendes Borges, o coronel João Baptista da Cruz, Ângelo Simões Veiga, Roberto Keller, Arthur S. Veiga, Cláudio Manoel de Oliveira, Luiz Carlos Jorge, Miguel Bertolaccini, e anos depois, seu filho Miguel Bertolaccini Filho, João Gomes de Oliveira, José Rebouças de Carvalho que permaneceu.nq cargo por mais de trinta anos, Arnaldo Galio, Denilson Ziroldo, David Viveiros, Arnaldo Galio e atualmente o jovem advogado César Augusto Mazzoni Negrão presidente da Sub-Secção da Ordem dos Advogados de Avaré e Presidente do clube Centro Avareense’ e Miguel Chibani Bakr.

Médicos de destaque foram seus diretores clínicos, tais como o Dr. Zezé Bastos Cruz, Dr. Paulo de Araújo Novaes, o Dr. Paulinho Dias Novaes, Guilherme Fernando de S. Bastos, Orlando Salgado Filho, Nilson Evangelista, Niltom José Gonçalves, Vicente Schiavão, Cândido Venezian e atualmente o Dr. Paulo Dias Novaes Filho, o popular Pôio, que também é vereador á Câmara \Municipal de Avaré...

Dentre os muitos e beneméritos médicos que por ali passaram, destacamos o Dr. Miguel Coutinho, Góes Manso Sayão, Herondino de Barros, Clóvis de Oliveira Lemos, Eurico Jaime Guerra, Cázem Chaddad, Antonio Hassum, Antonio Salim Curiati, Aristides Guerra, Oswaldo Brito Benedetti, Maria da Glória R. Ferreira, Joselyr de Moura Bastos, Grazielo Noronha, Flavio Celso Negrão, Paulo Massud, Ludney R. Campedelli, Afonso Celso Ferreira, Luiz Antonio Noronha, José Carlos, Aldo Lucchesi Filho, Miguel Paulucci, Nilson Calamita, José Elias Jábali, Geraldo Lutti.

Observação: O novo prédio da Santa Casa de Misericórdia de Avaré, foi concluído em 1909, mas, o mesmo hospital, em outro endereço iniciou suas atividades em 03 de julho de 1904.

Por Joaquim Negrão.

 

Benemérito

Coronel Benedito Martins Brisola
Comendador Antônio Augusto Mendes Borges
Coronel João Batista da Cruz
Comendador Mendes Borges
Coronel Atila de Almeida Ramos
Sr. Antônio Gomes de Oliveira
Dr. Francisco Simões Costa Torres
Miguel Schibani Backr

  • Endereço
    Rua Paraíba, 1003
    Centro
    Estância Turística de Avaré
  • (14) 3711-9100
  • horario de funcionamento
  • Internações 24hs
  • Urgência e Emerêgncia 24hs
  • Setores Administrativos:
  • Segunda a Quinta: 07:00 às 17:00
  • Sexta: 07:00 às 16:00